Eu amo ser vizinho do Estúdio de Dança Sonharte

Em 2016, eu vi nascer o Estúdio de Dança Sonharte, literalmente ao lado da minha casa e colado no meu muro. Lembro-me que minha filha se interessou no primeiro momento em que viu as crianças, vestidas de bailarinas, se direcionarem à casa do vizinho, que estava se transformando em algo extraordinário, que, talvez, nem a própria idealizadora do projeto e professora de dança, Caroline Rodrigues, não poderia imaginar.

Ao longo do ano de 2016, era comum o fluxo dos carros e das famílias que vinham deixar ou buscar suas filhas no ballet, enquanto que era prazeroso ver o brilho nos olhos, o sorriso e a satisfação nos rostos daquelas meninas e suas respectivas mães e avós, que acompanharam e ainda acompanham a jornada semanal em busca da perfeição na coreografia, através da prática, dedicação, disciplina e, principalmente, do companheirismo e do trabalho em equipe.

Com dois anos de existência e dois espetáculos anuais apresentados no Teatro da CDL, Entre Laços em 2016 e Estações em 2017, fui a testemunha de um processo de transformação de uma geração de crianças e adolescentes que se descobriram nas artes e que estão investindo em planos maiores para o futuro, ora para dançar profissionalmente ou para atender aos anseios da alma. Mas, uma coisa é certa: – O Estúdio de Dança Sonharte não ensina só dança aos seus alunos, porque ele se tornou um espaço de convivência social e cultural, além de uma referência positiva para as crianças e suas respectivas famílias se reunirem, conversarem sobre o cotidiano e o momento destas pessoas pequenas, que possuem muitas ideias e qualidades para melhorar o mundo, através do amor, do sorriso, da sinceridade e da ingenuidade, quebrando as barreiras da indiferença e agregando valores, através da inclusão social. Isso é visível diariamente, quando as mães esperam suas filhas durante as aulas ou são realizados os eventos internos, tais como os chás, festas da fantasia e amigos ocultos.

O Estúdio de Dança Sonharte nunca me incomodou como vizinho, pai, filho, marido e cidadão. Muito pelo contrário, tendo em vista que ele trouxe vida à Rua Santa Clara, localizada no centro de Rio Bonito. Desde o início de 2017, o repertório musical das aulas e das coreografias, que iam de Antonio Vivaldi à música contemporânea, infelizmente, desapareceu em função do isolamento acústico provocado pela instalação do sistema de climatização no estabelecimento. Eu adorava degustar o café da manhã com o som solitário do piano, que me vinha muito baixo, aos  40 decibéis, conforme o aplicativo de medição do meu celular. Todavia, a surpresa no último espetáculo foi maior, porque eu não sabia, sequer, a trilha sonora.

Por fim, o Estúdio de Dança Sonharte, localizado na Rua Santa Clara, nº 99, centro, Rio Bonito – RJ, estará matriculando a partir do dia 01/02/2018, das 14:00 às 18:00 horas, oferecendo aulas de ballet, jazz, contemporânea, dança de salão, dança do ventre, hip hop (danças urbanas), dança materna e ministerial, com as modalidades distribuídas para o público infantil, jovem e adulto, porque a dança é a arte em movimento.

 

[layerslider id=”17″]

 

Por Nadelson Costa Nogueira Junior

Related posts